Mãe, educação financeira e filhos

Vocês sabem qual a importância da Mãe na educação dos seus filhos? Ahh, essa pergunta é muito fácil responder. As mães são a base fundamental para os filhos; as mães se desdobram em 1 milhão para oferecer o melhor aos filhos; as mães são bravas pensando no melhor para os filhos; as mães são chatas pensando no melhor para os filhos; as mães são meigas pensando no melhor para os filhos; mães trabalham (em casa, fora ou os dois) pensando no melhor para os filhos. Bom, resumindo, as mães são a base dos filhos!

E agora, outra pergunta: vocês sabem qual a importância da mãe na educação financeira dos filhos? Hummmmm, talvez a resposta desta pergunta seja regada de algumas incertezas.

A educação financeira está embutida em tudo o que as mães fazem, porém, podem passar despercebidos alguns detalhes importantes na rotina do dia-a-dia.

Geralmente, as mães tomam decisões econômicas todos os dias e, por estarem mais próximas aos filhos, estas decisões são observadas e percebidas pelas crianças. O que significam estas decisões econômicas:

  • Lista de compras de Supermercados;
  • Evitar desperdícios domésticos;
  • Reforma da casa;
  • Vestuário;
  • Festas;
  • Encontros;

As decisões saudáveis terão reflexos saudáveis nos filhos, porém, existe o mesmo impacto quando não são tomadas as melhores decisões.

É claro que os pais também possuem posições importantes neste assunto. Porém, é notório que, em sua maioria, as mães que trabalham fora ou não possuem uma posição mais firme em relação aos filhos, influenciam menos positivamente. Tem também a questão que, segundo o Censo Demográfico de 2010, o país possui 87% das famílias sem cônjuge e com filhos e estas famílias são chefiadas pela mulher.

Vamos a alguns pontos em relação à educação financeira para você, que é mãe, apoiar mais ainda os filhos:

 

 

  • Exemplo
    • Primeiro passo é ter o gerenciamento das suas finanças, conhecer a fundo as entradas e saídas do dinheiro;
      • Mostrar que você possui domínio do dinheiro, passa tranquilidade e confiança para os filhos. Lembre-se: Exemplo é tudo!
    • Pagar os compromissos em dia.
      • Os filhos sentem quando você fica sendo cobrada por algo que já devia ter pago. Eles (filhos) ficam preocupados e sem saber o que fazer. Lembre-se: Exemplo é tudo!
      • Caso esteja em atraso, procure saídas para poder regularizar a sua vida financeira. Não deixe para depois, senão depois será bem pior que agora.
    • Evite desperdícios, faça consumo de forma consciente;
      • Com esta ação de consumo consciente, você estará dando um grande recado para os filhos em relação ao que consumir, seja em compras em Supermercado, em quantidade de alimentos deixados no prato, etc.
      • Ao contrário, você estará mostrando que o seu filho poderá ser livre para fazer o que bem entender. Sem regras!! Lembre-se: Exemplo é tudo!

 

  • Prática de compensação
    • Presentes e mimos para os filhos em função de uma “falta” (trabalha fora, estuda fora, etc) não é a melhor opção para uma educação financeira. Este tipo de atitude pode fazer com que o seu filho fique insaciável, sem controle de impulsos e desejos. Quando o filho for menor você ainda terá como gerenciar, porém, quando chegar na pré-adolescência, este poderá sofrer grandes problemas por esta falta de educação financeira, ou seja, o filho vai achar, sempre, que precisará ter mais e mais e irá utilizar a sua falta para conquistar o quer.
    • Mas, o que fazer? Quando estiver em casa, dê atenção! Brinque, faça passeios (no parque, numa praça), tome café junto na mesa, o mesmo, no almoço. Nestes momentos, conte como foi no trabalho ou na escola e faça com que eles contem a rotina deles (assim, você terá momentos incríveis com seus filhos).
    • Devem pensar: “Nossa, mas eu chego tão cansada” “Fico tão cansada que às vezes fico muito irritada” e, nestas horas, os presentes seriam os calmantes. Mesmo se sentindo assim, se forcem a passar estes tempos com os filhos. Aproveitem os sorrisos de alegria, os gritos de felicidade, os choros por causa de um tombo. Preferível isso do que o silêncio de alguém no Vídeo Game, celular de última geração, etc.
    • Não sou especialista neste assunto, mas vale muito mais um grande esforço de passar este tempo com os seus filhos e vê-los crescer do que chegar em um momento da vida e dizer: “Nossa, como ele cresceu!!!!”

 

  • Limites
    • Para mim, a melhor educação para os filhos é a prática do Não. O não ensina os filhos a darem valor às conquistas. A Frustação é importante para amadurecimento das crianças. Elas entenderão que não poderão comprar tudo o que querem e, sabendo disso, não terão desilusões no futuro.
    • Façam um esforço para suportar aquela birra ensurdecedora e se manterem firmes. Quando uma criança quer algo, sai de baixo… rsrsrs. Mas sejam fortes, não é não e pronto!!!!!

 

  • Você!
    • Até aqui falamos tudo aquilo que as mães devem fazer pelos filhos. Dei sugestões para vocês se desdobrarem ainda mais… rsrsrs
    • Porém, nunca, mas nunca, deixem de cuidar de vocês. Reservem um tempo para vocês, um tempo para a saúde, para cuidar da beleza mental, física, espiritual e emocional.
    • Quanto mais feliz estiver com você, mais equilíbrio passará para os filhos e a quem estiver a sua volta. E este equilíbrio os tornarão menos compulsivos e ansiosos.
    • Então, vá a academia, vá ao salão de beleza, vá se cuidar espiritualmente. Procure ficar um tempo só, isso é de grande importância para você conversar só com você nestes dias corridos que possuem. Você precisa ser a sua melhor amiga!!!

Quero terminar reforçando que, uma conversa franca sobre as finanças familiares com a família trarão todos envolvidos para o mesmo objetivo, mesmo sonho e todos comemorarão as mesmas conquistas e se ajudarão em caso de desvios.

Você quer voar mais alto?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *