Precisamos falar sobre amamentação – por Eliane Ribeiro

Sim, precisamos falar sobre amamentação. Sempre. Sei que é clichê falar sobre amamentação em um blog de maternidade. Mas hoje resolvi tocar nesse assunto não para contar sobre a minha experiência ou trocar figurinhas a respeito disso.

Estou escrevendo com o pensamento nas mães que romantizam esse momento, que se preparam, fazem cursos, compram todos os aparatos necessários e desnecessários, lêem, pesquisam, seguem as orientações do obstetra, mas, depois que o bebê nasce, enfrentam uma realidade completamente diferente da que esperavam e não conseguem amamentar seu filho (por qualquer motivo que seja).

Querida mãe, receba, em primeiro lugar, o meu forte abraço. Queria te dizer que na maternidade nem sempre as coisas saem conforme o planejado.

É impossível eu te pedir pra não se sentir culpada, porque esse sentimento só você pode se livrar dele. Só te peço para não deixar essa culpa te dominar.

Te prometo, que aos poucos, ela irá diminuir e você vai conseguir lidar melhor com isso. De qualquer forma, saiba que você fez tudo que podia para amamentar seu filho, mas todo mundo tem um limite.

E isso não é diferente porque agora você é mãe. Mãe também tem limite. Fique tranquila, o seu vínculo com seu bebê não será menos forte porque você não pôde amamentar.

Qualquer um pode dar a mamadeira para ele, mas somente você é a mãe. Ele já te conhece há muito tempo e te reconhece, seja pela voz, pelo cheiro ou pelo colo. E essa ligação só vocês dois têm.

É… Eu sei que os profissionais da saúde não estão preparados para lidar com a amamentação ou qualquer intercorrência que fuja do habitual. Há muito desencontro de informações e precisamos lutar juntas para que isso mude.

Eles precisam se preparar melhor pra nos oferecer o apoio que tanto necessitamos nesse momento. Mas depois pensaremos nisso, agora é a hora de cuidar de você. Então, respira fundo, sente tudo que você precisa sentir. Se precisar de chorar, chore. Desabafe. Não tenha vergonha ou culpa de sentir medo.

Faça tudo que for preciso para que seu coração fique tranquilo. Mas tenha em mente que tudo vai passar. Dê essa mamadeira com o maior amor do mundo.

Sei que no começo será difícil e bem diferente daquilo que você havia imaginado, mas é amor líquido do mesmo jeito. E você também vai curtir essa experiência.

Eliane Ribeiro – mommy do Luís

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *