Mommys na estrada – Cidades Históricas Mineiras

Que tal levar as crianças para conhecerem melhor nosso lindo estado?

E se esse passeio for cercado de história e conhecimento, melhor ainda não é?

Pois hoje vamos falar sobre as lindas cidades históricas mineiras. Com todo seu charme e cultura podem ser um destino muito divertido com a criançada!

O primeiro passo é decidir para onde ir primeiro…

Tiradentes e Bichinho

Onde ficar: Sugestão 1 – Pousada Santíssimo – estrutura sensacional e atividades especiais para crianças.

Sugestão 2 – Pousada Trem do Imperador – além das suítes convencionais, essa pousada oferece quartos dentro de vagões de trem! Super legal para as crianças.

Onde comer: Estalagem do Sabor – restaurante típico mineiro com aquele sabor especial de casa de vovó. Não tem play, mas vale a pena pela comida deliciosa!

O que fazer: Tiradentes

  • Igrejas – Igreja Matriz de Santo Antônio, Igreja Nossa Senhora do Rosário, dentre outras.
  • Passeio de charrete – além das crianças amarem esse tipo de passeio, ainda possui guias que acrescentam muito contando “causos” e histórias da cidade. Parte da praça central, o Largo das Forras. Custa em média R$25,00.
  • Museu da Liturgia – independente da religião vale muito a pena conhecer. Possui programação especial para crianças e visitas guiadas. Funciona de quinta a segunda das 10h às 17h. Custa R$10,00 inteira.
  • Gruta Casa de Pedra – para as crianças maiores e corajosas esse é um passeio e tanto. Inclui capacete com luz pra tornar a aventura ainda mais legal. Funciona sábados, domingos e feriados. Custa R$20,00 inteira.

O que fazer: Bichinho

  • Casa Torta – uma casa para brincar. Passe um delicioso dia conhecendo o artesanato da cidade e aproveite pra levar as crianças para serem felizes! Funciona sábados, domingos e feriados das 13:10h as 18:30 ao custo de R$10,00. Quartas, quintas e sextas das 10h as 18:30h. Custo de R$5,00 a entrada.
  • Museu do Automóvel – para os amantes de carros antigos essa coleção é maravilhosa e única! Funciona de quarta a domingo das 9h as 18h. Custa R$16,00 inteira.
Puro charme!
*Foto da internet

 São João Del Rei

Onde ficar: Garden Hill – muito conforto num ambiente maravilhoso.

Onde comer: Dedo de moça – cardápio bem variado e excelente localização.

O que fazer:

  • Igrejas – Igreja de São Francisco de Assis, Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Igreja de Nossa Senhora do Carmo, dentre outras.
  • Maria Fumaça – saindo de São João Del Rei para Tiradentes, ou o contrário, é um passeio imperdível com as crianças! Horário da bilheteria: 4ª a 6ª de 9h às 11h e 13h às 16h. Sábado de 9h às 13h e 14h às 16h. Domingo de 9h às 13h. Custa R$50,00 ida e R$60,00 ida e volta inteira. Crianças até 5 anos não pagam.
  • Museu Ferroviário – museu super bacana que abriga vários objetos antigos sobre o tema, além de uma locomotiva que foi a primeira da ferrovia. Funciona de quarta a sábado de 9h as 11h e de 13h as 17hs e no domingo de 9h as 13h.
Diversão garantida!
*Foto da internet

Ouro Preto

Onde ficar: Pousada Solar do Rosário – linda pousada construída em casarão do século XIX com quartos lindamente decorados! A localização privilegiada no centro torna a logística com criança mais fácil.

Onde comer: O Passo Pizza Jazz – comida deliciosa e espaço bacana com linda vista.

O que fazer

  • Igrejas – Igreja São Francisco de Assis, Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Igreja Nossa Senhora do Carmo, Igreja N S do Rosário dos Pretos, dentre outras.
  • Museus:

Museu da Inconfidência: Funciona de terça a domingo de 10h as 18h. Custa R$10,00 inteira.

Casa dos Contos: Funciona de terça a sábado de 10h as 17h e domingo de 10h as 15h.

Museu da Mineralogia: Funciona de terça a domingo de 12h as 17h.

  • Mina Du Veloso – visite essa mina que é um espetacular exemplar da genialidade africana nos trabalhos em busca do ouro na antiga Vila Rica, hoje Ouro Preto. Funciona diariamente de 9h as 18h. Precisa agendar visita guiada.
  • Feira do Largo de Coimbra – feirinha tradicional com muitas opções de lembrancinhas. Deixe as crianças escolherem um souvenir de pedra sabão pra levar pra casa e contar a todos sobre essa tradição mineira.
Museu vivo!
*Foto da internet

 Mariana

Onde ficar: Pousada Gamarano – atendimento acolhedor e vista espetacular.

Onde comer: Rancho da Praça – comida mineira de qualidade.

O que fazer:

  • Igrejas – Basílica de São Pedro dos Clérigos, Catedral Basílica da Sé, Igreja Nossa Senhora do Carmo, dentre outras.
  • Museu Arquidiocesano de Arte Sacra: Funciona de terça a sexta de 8:30h as 12h e de 13:30h as 17h. Aos sábados e domingos de 9h as 15h. custa R$10,00 inteira.
  • Mina da Passagem – a maior mina de ouro aberta à visitação do mundo guarda segredos e mistérios que encantam a todos, principalmente os pequenos. Funciona as segundas e terças de 9h as 17h e de quarta a domingo de 9h as 17:30h. Custa R$60,00.
  • Trem da Vale – conheça histórias e belas paisagens das cidades de Ouro Preto e Mariana através de um empolgante passeio a bordo de uma super locomotiva. Funciona as sextas, sábados, domingos e feriados. Os preços variam assim: Vagão Convencional – R$46,00 ida e R$66,00 ida e volta inteira Vagão Panorâmico – R$70,00 ida e R$ 90,00 ida e volta inteira
Vale a pena conhecer!
*Foto da internet

Dicas para todas as cidades:

Igrejas históricas – conhecer as igrejas das cidades pode não ser tão atrativo para as crianças, mas as paisagens são tão lindas e a cada passo surgem gramados e pracinhas deliciosas para os pequenos brincarem.

Nos museus, as crianças geralmente ficam curiosas com o enorme acervo e daí entra a criatividade dos pais em contar a história de forma mais lúdica e divertida. Vá ao tempo deles.

Sempre tem uma praça ou parque pra poder deixar a criançada à vontade, portanto, “perca tempo” os deixando ser feliz por um momento antes de voltar ao roteiro planejado.

Passeie pelas cidades! Cada ruazinha esconde lindos casarões, lojinhas, restaurantes e cafés que valem a pena conhecer!

 

 

Matando um leão por dia

Você provavelmente já ouviu alguma expressão como essa: você terá que me matar um leão por dia. Pois é…  A verdade é que enfrentamos e matamos ao menos um “leão” por dia, e em alguns momentos de nossas vidas matamos dois, três, quatro “leões” em um único dia.

Diariamente enfrentamos árduos problemas em diversas áreas da nossa vida: saúde, profissional, financeira, familiar, conjugal, escolar, relacionamentos, entre outros.  Olhamos para esses problemas como alguém indefeso olha para um leão faminto e feroz, se sentindo uma presa fácil, em um terreno descampado. Olhamos para o problema como se já soubéssemos o fim: Acabou! Já era! Não tem saída! Fim do jogo!

Acontece, que a última palavra sempre vem de Deus e é Ele quem determina o início, o meio e o fim de todas as coisas. Ele vê tudo que existe no passado, no presente e no futuro. É Ele também quem conhece nossas motivações, pensamentos, problemas e emoções. Nada passa desapercebido de Seus olhos. Portanto, somente Ele sabe o tamanho do “leão” que enfrentamos ontem, o “leão” que virá hoje, o “leão” que virá amanhã, o de depois e depois e depois e depois de amanhã.

Independente de nossa fé, crença ou religião, não estamos isentas de enfrentar situações adversas que tentam nos paralisar, amedrontar e devorar. É sabido que teremos aflições nesse mundo, mas temos que ter bom ânimo, lembrando que Jesus luta em nosso favor e que tudo está sob seu controle e poder, e isso inclui os nossos “leões” de cada dia.

Quando reconhecemos que Deus é o nosso refúgio, nossa força, nossa segurança e nossa fortaleza, aprendemos a enfrentar o “leão” da maneira correta. Já te garanto que não será fugindo, nem tão pouco pela força dos nossos braços, pernas e mãos. Será exclusivamente com a força da nossa fé.

Hoje, quando o “leão” se levantar, na tentativa de te devorar, olhe em seus olhos, sem medo, enfrente-o, confie na força que o nome de Jesus tem. Creia em seu poder sobrenatural que é capaz de derrubar todas as mais difíceis situações. E tenha certeza de uma coisa, com Ele você vencerá essa batalha, porque com Ele você já é mais que vencedora.

Não fuja, não tenha medo, não fique assustada, seja forte e corajosa, pois o nosso Pai te fortalecerá, te ajudará e te sustentará. Ele estará com você, a cada “leão” que se levantar, basta confiar em seu Santo Nome e no seu glorioso poder.

Ore, creia e lute! Não desanime, você já venceu esse “leão”, porque Ele já venceu tudo, por mim e por você.

Beijinhos no seu coração, que Deus abençoe sua vida e que você sinta, dia após dia, mais confiança para enfrentar o seu “leão”.

Deixo aqui os versículos para refletirmos até o nosso próximo encontro:

  • Josué 1:9 “Lembre da minha ordem: “Seja forte e corajoso! Não fique desanimado, nem tenha medo, porque eu, o Senhor, o seu Deus, estarei com você em qualquer lugar para onde você for.”
  • Salmos 46: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.”
  • Isaías 41:11-13 “Todos os seus inimigos serão derrotados e humilhados; todos os que lutam contra vocês serão destruídos e morrerão. Se vocês procurarem os seus inimigos, não os acharão, pois todos eles terão desaparecido. Eu sou o Senhor, Deus de vocês; eu os seguro pela mão e lhes digo: ‘Não fiquem com medo, pois eu os ajudo.’

Torta Gelada de Abacaxi

Queridas e amadas Mommys, Sumi né???
Mas vida de mamãe, esposa e acadêmica não é fácil, mas não esqueci de vocês, aliás, esquecer jamais!!!!
Hoje eu trouxe uma receitinha de família, daquelas de fazer aos domingos e saborear depois daquele almoço maravilhoso.
O gostinho dela, me trás recordações saudosistas e muito gostosas!!!
Já que recordar é viver, vamos lá!!!!

Torta Gelada de Abacaxi!!!

Ingredientes:
1 abacaxi ou mais
2 xícaras (chá) de açúcar
1 Xícara de Água

Creme Branco (Base)

1 lata de leite condensado
2 latas de leite (usar a lata do leite condensado como medida)
3 gemas
1 colher (sopa) de maisena

Merengue

3 claras em neve
6 colheres (sopa) de açúcar confeiteiro

Modo de Preparo:

Doce de abacaxi
Descasque o abacaxi, corte em rodelas, tire o miolo e corte em pedacinhos.
Coloque em uma panela no fogo, com as duas xícaras de açúcar, o abacaxi picadinho e a água, deixe ferver.
Deixe apurar, até o abacaxi ficar com o  caldo um pouco grosso, coloque esse doce em um refratário de vidro e reserve.

Creme Branco

Coloque a lata de leite condensado, misture a maisena com o leite, passe as gemas na peneira para retirar a película.
Misture bastante antes de levar ao fogo(Eu uso um Fouet para mexer).
Mexa sem parar até engrossar o creme.
Reserve e deixe esfriar.

Merengue

Bata as claras em neve, acrescente o açúcar aos poucos, sem parar de bater, até ficar um branco bem brilhante.

Montagem:

Num refratário faça uma Caminha de abacaxi, depois creme branco e por cima o merengue, eu uso saco de confeitar e faço como se fossem vários suspiros, mas se não tiver como fazer no saco, ou saquinho, coloque várias colheradas e faça picos com o garfo, e use a imaginação.
Levar no forno bem quente por uns 15 a 20 min e deixar o merengue corar.
Leve ao freezer por no mínimo 2 horas, depois manter na geladeira.

Depois daquele almoço de domingo, essa sobremesa tem seu lugar!!!!

Podemos variar as frutas, com manga e morangos fica bem gostoso também!!!

Beijokas em Todas!!!!

 

O amor cura

Em algum momento da caminhada pela vida, todas nós somos feridas por pessoas e ou por circunstâncias. A vida por si só se encarrega de nos ferir e isso pode nos causar muita dor, sofrimento, tristeza, mágoa, revolta, vergonha e até mesmo uma profunda amargura, capaz de nos transformar em uma pessoa amarga com as pessoas e com a própria vida.

Mas será que somos condenadas a viver o resto de nossas vidas com essa ferida aberta, sangrando, amargando? Será que Deus tem isso para suas filhas, isso inclui à mim e à você?

As feridas da alma doem, doem mesmo quando não a vemos. Elas ficam ali, dentro do peito, incomodando, latejando, abafando, sangrando, nos desorientando. Dói tanto, que vai para o físico e aí ficamos doentes de verdade, do tanto que dói!

Com o passar dos dias achamos que essa ferida está cicatrizada por si só, aí arriscamos a dar uma conferida. E o que fazemos? Arrancamos a casquinha, aquela que estava custando a nascer. Aí a ferida se abre novamente, voltando a doer e sangrar, ainda mais.

Quando conseguimos perceber que estamos feridas e que essa dor nos domina é necessário deixá-la de lado, abrindo um espaço no nosso coração ferido para que ele seja limpo, tratado, restaurado e verdadeiramente curado.

O tratamento de cura não é nada fácil, pois muitas vezes se trata de um processo doloroso e longo. É necessária uma intervenção médica, especialista na capacidade de nos amar profunda e incondicionalmente. Trata-se do Médico dos médicos e seu nome é Jesus. Ele é o único caminho para a verdadeira cura da alma, pois Ele sabe e conhece toda sua dor e sofrimento e para Ele não há ferida que Ele não tenha poder de curar.

E o remédio? O perdão! Não existe outro remédio, no mundo, mais eficaz que esse. É necessário tocar na ferida… Precisamos a todo momento do perdão, seja de Deus, do outro ou de si mesma. Podemos falar que existem três maneiras de usar este medicamento: uso interno, uso oral e uso tópico.

O uso interno é quando você consegue olhar para o seu passado, reconhecendo suas falhas, se libertando desse sofrimento, perdoando a si mesma. Nós mulheres temos uma característica própria: de nos sentirmos culpadas por tudo que ao nosso ver, não foi bom ou que não deu certo. Acontece, que você é livre de toda culpa e acusação quando você reconhece seu erro, se arrepende e se perdoa. Perdoe-se o quanto antes.

O uso oral é quando você consegue verbalizar o perdão, concedendo-o a alguém que te feriu, mesmo que ao seu ver, este não mereça. O uso desse remédio, exige da paciente, uma grande habilidade. Ela precisa tirar os olhos da sua ferida, no machucado que o outro lhe fez, e voltar seu olhar para reconhecer o que Deus já fez por ela. Do quanto ela é amada, protegida e cuidada por Ele. Tudo que o outro te causou, se torna pequeno perto desse grande amor.

O uso tópico é quando você sente o perdão daqueles que você feriu e principalmente, quando você recebe o perdão do seu Pai do céu, que sempre tem esse perdão para te conceder. Porém, haverá feridas que causamos no outro, onde a pessoa machucada não consegue ingerir esse remédio. Faça a sua parte e acalme o seu coração. Para tudo Deus tem um tempo certo e solução. Ele está sempre no controle de todas as coisas, apensas espere, creia e confie.

Você pode até tentar relutar e buscar outros médicos, outros remédios, que podem aliviar essa dor momentaneamente, mas nada será mais eficaz do que essa receita: cuidado e amor de Deus + perdão.

Esvazie-se desses sentimentos que só te machucam. Faça uma faxina na sua alma, se preencha do amor de Deus, entregue seu coração à Ele para que você seja plenamente curada e feliz.

Deus abençoe sua vida e que você seja alcançada todos os dias por esse lindo amor!!!!

Vou deixar alguns versículos para sua leitura a respeito desse remédio:

  • “Sou eu, eu mesmo, aquele que apaga suas transgressões, por amor de mim, e que não se lembra mais de seus pecados.
    Isaías 43:25
  • Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Eu digo a você: Não até sete, mas até setenta vezes sete.
    Mateus 18:21-22
  • “Não julguem e vocês não serão julgados. Não condenem e não serão condenados. Perdoem e serão perdoados.
    Lucas 6:37

 

Autismo Regressivo

“Resolvi fazer esse texto, abrindo meu coração pela primeira vez, para que com ele eu consiga ajudar outras mães que possam estar vivenciando o mesmo que eu!

Fiquei muito preocupada em ver algumas postagens no grupo,  onde mães pedem ajuda porque seus filhos de 2 anos ainda não falam ou até mesmo porque falavam e de uma hora para outra isso começou a se perder.. o angustiante é ver diversas mães comentando que isso é normal, que cada criança tem seu tempo e que o ideal seria esperar!

 Esperar?? ??? Sério? Pagar pra ver onde isso vai dar? Graças a Deus não foi o que eu fiz.
É complicado opinar em situações que não temos vivência, por isso tenho tanto medo do “achismo”. A pessoa acha que é normal, comenta, a outra segue e por aí vai.. o maior prejudicado é a criança!
Eu tenho um filho autista, hoje com 2a5m, que se desenvolveu normalmente até 1 ano e meio e foi aí onde tudo começou, a fala foi diminuindo até se perder.
O diagnóstico do meu filho? Autismo Regressivo.
Hoje meu filho faz acompanhamento e está se desenvolvendo muito bem, o maior motivo disso é porque eu não esperei. Prefiro pecar pelo excesso do que pela negação!
Não quero dizer que toda criança que não fala ou tem algum retrocesso de fala seja autista, não mesmo, mas uma criança que aos 2 anos não fala nada é normal? Que falava e sem um motivo aparente isso se perdeu, é normal? Pra mim não é!
Cada criança tem sim seu tempo mas tudo dentro de um limite aceitável, senão pra que serve o padrão de desenvolvimento?
 Se hoje eu pudesse dar um conselho seria, não espere! Eu ouvi de um neuropediatra que deveria esperar e mesmo assim não esperei, hoje agradeço a Deus pela luz que ele me deu me guiando no caminho certo!”
Lorena Toledo

Um relato sobre cura

“Gostaria de fazer um relato que pra mim é muito importante. Sobre CURA.
Antes de ter filho, comecei a sentir dores no útero e ter sangramentos fortes e frequentes, fiz um ultrassom que diagnosticou 3 miomas uterinos em tamanhos consideráveis, sendo o maior do tamanho de uma laranja pequena e o menor do tamanho de um limão pequeno.
Enfim, a recomendação era cirurgia, meu útero media 10 vezes o tamanho normal. Após a indicação eu comecei a questionar, “os miomas podem crescer, mas também podem diminuir, se eu tirar eles podem aparecer de novo e ainda corro o risco de perder meu útero na cirurgia”, como me disseram.
Então comecei a pesquisar remédios alternativos, tomei chás regularmente que reduziram os miomas e acabaram com os sangramentos e dores.
Fui estudar a causa emocional das doenças, especificamente dos miomas, para curar a origem deles, a raiz do problema. Entendi muita coisa, fiz homeopatia, hoponopono, aromaterapia, cura pelo perdão, cura do feminino, através do circulo de mulheres, bênção do útero, visualizações e meditações e, sobretudo, observava, a partir da consciência da causa emocional, busquei me curar emocionalmente, pois acredito que grande parte das doenças tem fundo emocional.
Então, útero e miomas estáveis e um pouco menores, sem sangramento e dores, tudo estava sob controle, eu continuava me curando com as terapias que acredito.
Até que engravidei, gravidez de risco, por causa dos miomas. Ao final da gravidez eles chegaram a quase 1 quilo, mas mesmo assim a gravidez foi muito tranquila. Na sala de parto, 5 bolsas de sangue, pelo risco de hemorragia por causa dos miomas, mas deu tudo certo. Me disseram que seria difícil minha barriga voltar ao normal e eles não iriam diminuir facilmente. Mas voltou rápido, como qualquer pessoa sem miomas.
Continuei acompanhando, meu útero chegou a ficar menor que antes da gravidez.
Recentemente fiz um ultrassom e o útero já estava do tamanho normal, só que onde eram os miomas estava “atípico”, os miomas estavam juntos medindo apenas o tamanho do menor, um pequeno limão. Então a médica pediu uma ressonância pra verificar o que estava atípico.
O resultado demorou 15 dias pra sair, fizeram reuniões para avaliar a ressonância e o resultado foi que os miomas degeneraram e viraram um lipoma, uma bolinha de gordura, o exame era atípico/incomum para eles também. Os miomas agora juntos medem um limão pequeno, mas estão “desativados”, digamos assim.
Cura pura! O útero que antes media quase 900cm³ de volume, agora mede 180, após ter tido minha filha. Eu estou muito feliz por conseguir me curar da forma que acredito e quis compartilhar com vocês. A médica me disse assim: Cris, não parece ser o seu exame, não parece ser o seu útero. Continue fazendo suas “coisas” elas deram muito certo.”
Depoimento da mommy Cristiane A. Nunes

A Cozinha de Papelão do Vovô Renato

“Meu pai se chama Renato, tem 68 anos e é muito criativo. Apesar de não ter completado nem o 1º grau, ele é muito inteligente e com a experiência que adquiriu ao longo da vida possui muita habilidade para fazer suas “engenhocas”.

Laura, minha filha de 2 anos e 3 meses, é sua única neta. Como trabalho fora, ele cuida dela para mim na parte da manhã. Com ele, ela brinca de esconde-esconde, pula-pula no colchão e sofá, come jabuticaba no pé… Todas as manhãs, quando nos encontramos, ele me conta as peripécias do dia anterior com lágrimas nos olhos de emoção. Ele é apaixonado por ela, e ela por ele. O vovô Tato!

A ideia da cozinha começou com um vídeo que ele viu. Ela estava brincando na cozinha do espaço infantil, no shopping. No outro dia ele levantou cedo e foi até o shopping “Oiapoque” comprar uma pra ela. Ele voltou de lá bem decepcionado. Achou muito caro, e decidiu então que ia fazer uma, ele mesmo. Ele começou pela geladeira, e então lentamente, durante os períodos da tarde (já que ele cuida dela de manhã) ia fazendo seus trabalhos manuais. A cozinha foi tomando forma, depois da geladeira veio o fogão. Eu o ajudei em alguns detalhes, comprei o papel contact imitando “aço escovado” para forrar a geladeira, imprimi a frente do microondas, arrumei o tecido para a cortina da pia, mas foi só um apoio técnico mesmo. Todo o trabalho foi dele. Depois do fogão, ele fez a pia. E a cada novo “utensílio” da cozinha o olhinho da minha filha brilhava e ela se enchia de propriedade para falar “minha cozinha”!

Ao todo acho que foi um pouco mais de um mês para que ela ficasse prontinha! E hoje ele se enche de orgulho, principalmente quando ela fala: “Vovô, quero brincar na minha cozinha!” Agradeço muito a Deus por ter o privilégio de ver minha filha brincando com meu pai. Vê-lo fazer brinquedinhos novos para ela: carrinho de boneca, monjolo, boneco acrobata, dominó, caleidoscópio. Brinquedos feitos de madeira, de cano PVC, de papelão, mas que não têm dinheiro no mundo que pague! Espero que esses mimos que ele faz com tanto carinho fiquem para sempre registrados nas lembranças e principalmente no coração da minha filhota! E que ela tenha consciência do quanto teve uma infância feliz!!!!!

Renata Lara Freitas Massara

Vacinar não é escolha, é ato de amor

“Meu filho de 5 anos, com todas as vacinas em dia, está com caxumba.
Mas como assim? Mesmo vacinado? Sim!
Uma doença tão antiga, já erradicada da população a tanto tempo, aqui, agora?

Pois é. E isso que acontece quando temos grupos de pais que se recusam a vacinar seus filhos. As doenças, começam a voltar.

As vacinas não protegem apenas quem toma, protegem toda população.

E essa não tem que ser uma escolha pessoal, esse é um dever que temos com nossos filhos, com nós mesmos e com todos que estão em nosso meio.

Eu tenho fé em Deus e no pediatra que nos acompanha, que a recuperação do Rafa será rápida e tranquila. Contudo, sinto muito medo pelos meus filhos e pelos filhos de vocês, pois tem doenças mais sérias e fatais que podem estar voltando devido a negligência dessas pessoas.

Vacinar não é escolha, é ato de amor, proteção e cuidado com próximo.

Relato de Patrícia Cunha Azevedo

A Revista Mommys agora tem um blog!

Queridos leitores da Revista, queridas mommys!

Agora temos mais um canal de comunicação e produção de conteúdo bacana.

A ideia do blog é aproximar mais de vocês, com pequenas dicas, histórias das mommys, coisas legais que rolam no grupo e informação.

Teremos um time de colunistas blogueiras com assuntos diversos e atuais para todos os tipos de gostos. Daqui a pouco elas começam a aparecer por aqui.

Espero que vocês gostem, curtam e compartilhem. 😉

Sejam todos muito bem vindos!

Um beijo,

Mariana Bicalho