Escolhendo a escola

Olá !

Andei meio sumida, pois estávamos de mudança e muita coisa pra colocar em ordem, mas o principal era arrumar escola para as crianças. Íamos visitar algumas com a responsável pelo school search da empresa, mas desisti logo após a primeira visita, pois não percebi nenhum acolhimento, mas pior foi a abordagem negativa da diretora para com a minha filha. Foi ruim, não gosto nem de lembrar 😡

Uma grande amiga daqui já havia me indicado a escola do filho, então fomos direto pra lá. Neste início nossa opção era só colocar o mais velho e deixar a caçula em casa, mas acabamos achando melhor irem os dois juntos.

O ano letivo daqui é bem diferente do Brasil, o mesmo inicia em setembro, então as crianças entraram faltando bem pouco para o término das aulas. Ah, o horário daqui também é bem diferente, visto que não existe a opção de meio horário, sempre é integral ( 9 às 17, mas pode deixar a partir de 7:30 e buscar 19:30 ). Você tem a opção de contratar as refeições da escola ou mandar marmitas, e acabei optando por fazer as refeições, mesmo que custe acordar com o dia ainda escuro rsrs

A primeira semana foi somente de brincadeiras e muitas novidades, já que ficaram uns 10 dias de recesso de Páscoa. Um detalhe: a escola não fecha o ano inteiro, somente 15 dias no mês de agosto. No período de férias, as crianças só brincam. Obviamente você pode optar por contratar o serviço o ano inteiro,  mas a diferença da mensalidade ( €10 ao mês )  é tão irrisória que compensa pagar e usar depois de colônia de férias. O nome de uniforme aqui é FARDA e o cardápio se chama EMENTA, então vou tentando adaptar as refeições de acordo com o cardápio da escola. Uma coisa boa é que aqui não tem essa de falar cheios de melindres, vão direto ao ponto. Ah é uma coisa que eu dei muita risada: eles não falam bumbum, falam rabo. Meu filho foi ao banheiro e pediu ajuda, então a professora me questionou se ele não “limpava o rabo” sozinho e também quando minha pequena estava mais assada perguntaram qual pomada de “passar no rabo” eu usava, por isso percebi que não era um linguajar grosseiro, eles falam assim e ponto.

Essa semana recomeçou o período dentro de sala, então minha caçula ficou mais chorosa pra entrar, mas o que  me deixou tranquila foi ela sair da escola muito feliz e  se despedindo da professora com muito carinho. Fico muito preocupada em relação a essa má fama que os professores daqui batem e gritam, mas pelo visto é muito mais lenda que realidade. Não custa redobrar a atenção né?! #oremos 🙏🏻      O meu mais velho está tirando de letra, visto que no Brasil ele já gostava muito de estudar, está bastante empolgado e já foi muito elogiado. Está fazendo novos colegas e inclusive já tem dois convites de aniversário. Ah e festas aqui também são meio diferentes, são somente para as crianças e, obviamente, muito mais baratas e super simples.

O retorno da escola está sendo muito divertido, já que minha amiga Bruna me deu uma dica valiosa: agradecer por três coisas que aconteceram no dia e no trajeto para casa temos conversado bastante sobre isso. Quando eu esqueço, ele  lembra que eu preciso agradecer também.

Motivos não faltam para gente agradecer, pois estamos tendo uma vida muito tranquila e de muita união,  então três motivos acabam sendo muito poucos.

Aproveito também para agradecer à todas as pessoas que estão lendo os meus posts.

Um grande abraço e até a próxima! 🙏🏻😘

Escolhendo a escola
Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *