Matando leões

Eu não sei, algo mudou em mim… leio algumas coisas e reparo tanta gente com suas verdades absolutas, pessoa tão sem humildade, tão ocas, tão superficiais e que se preocupam apenas com o próprio umbigo.
Talvez me incomode tanto porque fui assim ?

Aqui é tudo tão diferente, transforma até quem não é “gente” em gente, na marra.
Minha alma envelheceu 10 anos nesses mais de 4 meses…talvez agora eu me sinta realmente com 41 ( assustei ao escrever ) e não com 30, como me sentia há tão pouco tempo.
Se isso é bom ? não sei.
Estou mais observadora, mais crítica e mais seletiva. Não dou importância às picuinhas e sim, valor à quem deixei pra trás ( e choro muito por isso ).

Deixei várias caixas de roupas e sapatos guardadas na minha garagem…tenho usado as mesmas roupas / sapatos / bijous…repito até mesmo durante a semana algumas peças, várias vezes. Não me fazem falta, me arrependo de não ter doado mais ( não tudo, pelo amor )…Me conscientizei que preciso de menos e que as pessoas aqui, pelo menos as que eu conheci, também. Ainda bem! São outras prioridades!

Me olho no espelho e vejo outra Leticia, que está aprendendo que o clichê “menos é mais”, é verdadeiro.

Mato muito mais de um leão por dia…na verdade mato muitos, qual o coletivo de leões ?

Se isso tudo está valendo a pena ? pra me tornar muito mais gente, podem apostar que sim.

 

Matando leões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *